Resumo da Ata da 20ª Sessão Ordinária - 17/01/2019

Em conformidade com o inciso VI do artigo 69, Capítulo III, do Estatuto do Clube Naval e à vista das análises apresentadas pelos Conselheiros Relatores, este Conselho Fiscal é de parecer favorável à aprovação, por unanimidade, das Contas referentes ao mês de dezembro de 2018 da SEDE, da CHI, do PACN, do DECN, do DNCN e da CABENA. Registra-se que os Relatores consignaram suas observações nas alíneas Golf - Considerações Gerais - de todos os Órgãos ou Departamentos da sua esfera de análise.
 
Registra-se que três entes administrativos apresentaram déficit mensal, a SEDE, o PACN e a CABENA.  A SEDE e a CABENA em que pese o déficit no mês o saldo acumulado no exercício apresenta um superávit, indicando não haver problema na execução orçamentária dos Entes Administrativos. O PACN, a semelhança dos meses anteriores, vem apresentando déficit mensais constantes e por esta razão também está deficitário no acumulado no exercício. A situação, como mencionado nas Atas anteriores, indica uma análise na execução orçamentária. O Relator, nas considerações gerais das Atas, vem apresentando as possíveis causas da situação deficitária do Ente Administrativo. No DNCN, o mês de dezembro reverteu a tendência deficitária do Charitas verificada em meses anteriores. Persiste o desbalanceamento entre receitas e despesas na Sede Náutica, no entendimento do CF, só será resolvido com a adequação de um acréscimo de receita perene, seja por ingresso de novos sócios seja por outras receitas permanentes. Nota-se um esforço da Administração do Charitas em divulgar suas atividades e as modernizações nas suas instalações como forma de buscar o ingresso de novas receitas na busca do equilíbrio orçamentário desejável. A CHI apresentou, mais uma vez, equilíbrio em seu resultado. O Relator registra a incapacidade da CHI em gerar receitas operacionais para cobrir as despesas mensais da Carteira. Consigna-se que o DECN encontra-se com a sua posição SUPERAVITÁRIA no mês e no período. 
   
O Presidente do CF, CMG Haroldo, agradeceu ao Comodoro do DNCN, CMG (RM1-T) Santos, o convite para que o Conselho Fiscal realizasse a SOCF nas dependências do Charitas. Na ocasião,  o Comodoro além da fidalguia na recepção aos Conselheiros, juntamente com o seu Assessor  Financeiro,  CMG (RM1-IM) Domingues apresentou as principais atividades administrativas e financeiras desenvolvidas no DNCN, como também registrou as possíveis causas do desequilíbrio orçamentário que o Charitas vem apresentando, em que pese encontrar-se superavitário no presente mês,  mostrando que a Sede Náutica não tem problema de caixa.  Ao final, o CMG Haroldo, em nome do Conselho Fiscal, agradeceu a forma como os Conselheiros foram recebidos, a fidalguia dispendida pela comitiva e a apresentação das atividades do DNCN realizada pelo Comodoro. 
                        
Em face da relevância das análises referentes aos Órgãos e aos Departamentos do Clube Naval que gozam de autonomia administrativa e financeira, o Presidente em exercício do Conselho Fiscal não submeteu ao plenário outros assuntos e agradeceu a presença de todos.