Resumo da Ata da 18ª Sessão Ordinária - 28/11/2018

Presentes no Salão dos Conselheiros no 4º andar da Sede Social, 24 Conselheiros Efetivos e 03 Conselheiros Vitalícios que assinaram a Folha de Presença. O Presidente do Conselho Diretor abriu a Sessão e determinou ao Primeiro Secretário que fizesse a leitura da Ata da Sessão anterior (17ª SOCD), que foi aprovada por unanimidade.
 
Passando à Ordem do Dia, o Presidente do CD convidou o Presidente da Comissão de Finanças, Conselheiro ÍCARO, para fazer a exposição do Parecer da Comissão de Finanças do CD. O Conselheiro relatou por meio de gráficos e tabelas, os valores da execução orçamentária da SEDE, DECN, DNCN, CABENA, PACN e CHI, referente ao mês de setembro de 2018. Ao término apresentou o Parecer nº 024/2018, nos seguintes termos:
 
“A Comissão de Finanças do Conselho Diretor, com base nos valores e termos da Ata 14 do Conselho Fiscal, na posição dos respectivos índices de solvência e de liquidez corrente, e por considerar muito bom o resultado financeiro – disponibilidades acumuladas - no conjunto do Clube Naval, concorda com a decisão do Conselho Fiscal e propõe a aprovação, sem ressalvas, das contas relativas ao período encerrado em 30 de junho de 2018 da SEDE, da CHI, do PACN, do DECN, do DNCN e da CABENA, conforme preceitua o inciso IV do Art. 67 do Estatuto do Clube Naval”.
 
Após a apresentação foi colocada a palavra aos Conselheiros. Inicialmente, O Conselheiro SERGIO mencionou que gostaria de conhecer detalhes do orçamento. Lamentou a baixa frequência de Sócios Efetivos ao DECN, comparando com os Sócios Departamentais. Em resposta, manifestaram-se os Conselheiros DOBBIN, VIVEIROS, e o Presidente do CD. O Conselheiro VILHENA solicitou esclarecimentos acerca da prestação de contas da CHI que sempre apresenta receita e despesa iguais e saldo zero. O Conselheiro LUSTOZA levantou dúvida acerca da subordinação da CHI ao Clube Naval, citando o artigo 12° do Regulamento Interno da CHI. O Conselheiro FERNANDO sugeriu convocar a CHI para prestar esclarecimento sobre as dúvidas apresentadas. Os Conselheiros PEIXOTO e OZÓRIO sugeriram aprovar o Parecer, excetuando a conta da CHI. O Conselheiro COSTA MOURA demonstrou que o Parecer podia ser aprovado nos termos redigidos, visto que o Parecer explicitava que a aprovação era das contas “no conjunto do Clube Naval”. O Presidente falou que convocaria a CHI para esclarecer as dúvidas acerca daquela carteira em futura SOCD. A seguir, colocou o Parecer da Comissão de Finanças em votação que foi aprovado por unanimidade.
 
Nada mais havendo a tratar, o Presidente agradeceu a presença de todos, em especial dos Conselheiros Vitalícios, e deu por encerrada a presente Sessão.