Resumo da Ata da 11ª Sessão Ordinária - 25/04/2018

Presentes no Salão dos Conselheiros no 4º andar da Sede Social, 27 Conselheiros Efetivos e 03 Conselheiros Vitalícios que assinaram a Folha de Presença. Inicialmente, o Presidente do Conselho Diretor (CD) solicitou ao 1º Secretário que convidasse o Presidente do Clube Naval, V.Alte. Rui da Fonseca ELIA, para adentrar o Salão dos Conselheiros e tomasse acento à mesa. Salientou ainda, a presença no Salão, do Comte Haroldo, Presidente do Conselho Fiscal do Clube Naval. 
A seguir o Presidente do Conselho Diretor abriu a Sessão e determinou ao 2º Secretário que fizesse a leitura da Ata da 10ª SOCD, que foi aprovada por unanimidade.
O Presidente do CD iniciou os trabalhos cedendo a palavra ao Diretor Financeiro, V.Alte Lima, para que fizesse a apresentação sobre a Proposta Orçamentária – Exercício 2018/2019. 
Com a palavra, o V.Alte Lima iniciou sua exposição, apresentando abaixo transcritas PREMISSAS DO ORÇAMENTO:
1.Estimativa das receitas e fixação das despesas em consonância com a conjuntura do país e reais necessidades de manutenção do clube.
2. Adequação e priorização das despesas em função da receita.
3.Distribuição da folha salarial pelos setores.
4.Demonstração da real capacidade dos setores atenderem suas necessidades de manutenção em função da sua possibilidade de geração de receita.
5.Registro dos ajustes necessários por meio das contas interdepartamentais.
Em continuação, discorreu sobre a evolução das receitas e despesas da Sede, DNCN, CABENA, PACN, CHI, DECN – cujo total passara de R$ 79.169.536,00, em 2017, para R$ 84.759.880,00, em 2018.
Ao término da exposição, o Presidente do CD colocou em discussão a apresentação. Manifestou-se o Conselheiro Sergio cuja dúvida foi esclarecida pelo apresentador, V.Alte Lima. Em seguida, o Presidente do CD, agradeceu a apresentação do V.Alte Lima e a presença do Presidente do CN, V.Alte. Elia.
A seguir, com a anuência prévia do Conselheiro Ícaro, Presidente da Comissão de Finanças, o Presidente do CD convidou o Conselheiro Nigro que relatou por meio de gráficos e tabelas, os valores da execução orçamentária da SEDE, DECN, DNCN, CABENA, PACN e CHI, referente ao mês de fevereiro de 2018, apresentado pela Diretoria do Clube Naval, conforme transcrito na Ata 015 do Conselho Fiscal.
Manifestaram-se os Conselheiros Paulo Padilha e Ícaro. O Presidente sugeriu que constasse na redação do Parecer da Comissão de Finanças que este havia sido aprovado, no âmbito daquela comissão, por maioria, pois houve voto discordante de um dos seus membros. Assim, com base nos números acima, a Comissão de Finanças do CD emitiu o Parecer n° 015 nos seguintes termos: “A Comissão de Finanças do Conselho Diretor, com base nos valores e termos da Ata 10 do Conselho Fiscal, na posição dos respectivos índices de solvência e de liquidez corrente da SEDE, da CHI, do PACN, do DECN, do DNCN e da CABENA, e por considerar muito bom o resultado financeiro – disponibilidades acumuladas - no conjunto do Clube Naval, concorda com a decisão, por maioria, do Conselho Fiscal e propõe a aprovação das contas de todos os Setores do Clube Naval, relativas ao período encerrado em 28 de fevereiro de 2018, conforme preceitua o inciso IV do Art. 67 do Estatuto do Clube Naval”. O Parecer foi aprovado por unanimidade. Em continuação, o Conselheiro Nigro apresentou a situação da CHI que apresentava, em 28 de fevereiro, um saldo de R$ 41.803.291,05.
Concedida a palavra aos Conselheiros, manifestou-se o Conselheiro Graça Lima, contestando decisão da Ouvidoria do DECN, acerca de reserva de espaço para evento no Piraquê, segundo o Conselheiro, privilegiando Sócio Departamental em detrimento de Sócio Efetivo. Sobre o tema manifestaram-se, ainda, os Conselheiros Viveiros, Padilha, Fernando, Dobbin, Prado Maia e Lisboa.
Nada mais havendo a tratar, o Presidente agradeceu a presença dos Conselheiros, em especial dos Conselheiros Vitalícios, e deu por encerrada a presente Sessão.