Programa de Trabalho da Chapa "Valores Renovados"

Nós, da chapa “Valores Renovados”, acreditamos que os valores morais que foram cultuados por gerações de Oficiais de Marinha que nos precederam devem ser mantidos. Vemos ainda o Clube Naval como sendo visceral, umbilical e indissoluvelmente ligado à Marinha do Brasil, dela tomando a sua própria razão de ser. Admiramos e cultuamos as tradições navais e queremos manter dentro do nosso Clube a lhaneza e o convívio agradável que existem nas praças d’armas dos nossos navios, dos nossos batalhões e demais organizações em terra. Estaremos sempre abertos ao convívio com a sociedade civil, mas não esqueceremos que somos um Clube de Oficiais de Marinha, que aqui é a nossa casa, a nossa praça d’armas, onde recebemos nossos amigos civis e militares.

Entendemos ser sempre necessária a modernização da nossa administração e desejamos que a introdução de novas e modernas práticas de gestão melhorem ainda mais o nosso Clube. Aliás, foi essa vontade de sempre melhorar que fez com que aqueles que nos antecederam nos tenham legado o Clube bem administrado que temos hoje. Acreditamos que a necessária evolução do processo administrativo pode e deve ocorrer sem prejuízo das nossas tradições e sem o descarte do conhecimento e da experiência de diretorias anteriores.

Por tudo isso, o nome da chapa: “Valores Renovados”. Preservar os valores que balizaram a vida do nosso Clube até hoje. Evoluir sempre, sem descuidar dos conhecimentos adquiridos e respeitando as nossas tradições.

Para atingir os efeitos colimados, a nossa chapa pretende empreender as seguintes ações ao longo do biênio 2019/2021:

1. Na área social:

  • Manter um diálogo construtivo com os sócios, buscando receber sugestões sobre melhorias desejadas pelo corpo social.
  • Incrementar o recrutamento de novos sócios, notadamente entre os mais jovens, atuando em atividades que permitam um melhor conhecimento do Clube Naval (CN) por parte da jovem Oficialidade.
  • Apoiar as Associações de Turmas, auxiliando suas administrações e incentivando suas reuniões nas nossas dependências.
  • Manter o tradicional e salutar congraçamento entre Oficiais da ativa, da reserva e reformados nas diversas atividades do nosso Clube.
  • Continuar a programação de eventos na nossa Sede Social capazes de aumentar a frequência do corpo social.
  • Manter o alto padrão alcançado pelos Departamentos Esportivo (Piraquê) e Náutico (Charitas). Buscar incentivar a frequência pelos Oficiais e aumentar o relacionamento com os sócios departamentais.
     

2. Na área administrativa:

  • Manter o salutar equilíbrio econômico e financeiro do CN.
  • Garantir a autonomia administrativa e financeira dos Departamentos. Essa autonomia, entretanto, é limitada (como estabelecido em nosso Estatuto). Esse limite é definido pelas posturas e pelos procedimentos determinados pela Presidência.
  • Prosseguir a qualificação dos nossos funcionários, respeitando as nossas limitações administrativas e financeiras.
  • Revitalizar a nossa Sede Social, sem que ela perca suas características tradicionais.
  • Utilizar o Orçamento aprovado pelo Conselho Diretor como elemento balizador das atividades administrativas e como meio que permita o acompanhamento das atividades da Diretoria.
  • Unificar e padronizar as diversas atividades de gestão, sistematizando os processos realizados pelos Departamentos do CN.
  • Assumir definitivamente a destinação náutica do Charitas, nossa “saída para o mar”, buscando colocá-lo em posição de destaque entre os clubes náuticos do País.
  • Continuar o apoio às Áreas Recreativas, Esportivas e Sociais dos Distritos Navais.
     

3. Assuntos gerais:

  • Prestigiar as cerimônias da Marinha, notadamente aquelas ligadas aos órgãos de formação de Oficiais.
  • Acompanhar a conjuntura nacional atuando, quando necessário, na defesa dos nossos princípios e ideais, sempre em consonância com a Marinha do Brasil.
  • Incentivar a realização de palestras, apresentações e artigos nas nossas revistas que tratem de assuntos de interesse do corpo social.
  • Manter estreito contato com os outros Clubes Militares, apoiando e participando das atividades da Comissão Interclubes.
  • Comemorar os principais eventos da história do Brasil.