Há 13 anos ... (matéria publicada no JB no dia 02 de outubro de 2005)

Publicada no JB - dia 02 de outubro de 2005.
Na Segunda Guerra Mundial, enquanto as democracias amedrontadas propunham o desarmamento, o apaziguamento e os acordos desonrosos, mais prosperavam a arrogância e a violência de Hitler. Quando perceberam que precisavam usar o legítimo direito da força, o mundo mergulhou nos horrores da guerra. A política de leniência, contemporização e passividade em face da crescente violência urbana, ora adotada pelo governo federal, vai por igual caminho. Em vez do uso das medidas para a defesa do Estado democrático, que se encontram especificadas na Constituição, nossos dirigentes preferem, por absoluta falta de determinação política, iludir o povo e propor o desarmamento dos homens de bem e deixando os criminosos cada vez mais bem armados.
Rui da Fonseca Elia
Vice-Almirante (Ref) – Presidente do Clube Naval.