Eleições no Clube Naval - As fases finais

Meu caro associado,
Iniciamos hoje uma das últimas fases do processo eleitoral em nosso clube: a votação.
Depois dela, virão a proclamação do vencedor e sua posse.

Até agora foram ultrapassadas as etapas:
- Constituição da Comissão de Eleição (CE) e sua aprovação pela Diretoria;
- Carta dos candidatos ao presidente da CE sobre suas intenções de candidatarem-se, além da relação de integrantes de suas chapas. Na carta, afirmam que cada sócio, incluído na chapa, compromete-se a exercer diligentemente seus cargos;
- Verificação sobre a existência de sócios com menos de cinco anos de admissão e de eventuais inadimplentes nas chapas, exigências estatutárias;
- Publicação final das chapas;
- Início da propaganda oferecida aos candidatos pelo clube: exposição de cartazes nos quadros de avisos e portarias de todas as sedes, contendo mensagens dos candidatos e composição das chapas; espaço em dois boletins mensais para uso dos candidatos; quatro correspondências dos candidatos aos eleitores, sendo três eletrônicas e uma via correio postal aos eleitores.

Prezado sócio,
Você bem sabe que nossas eleições são revestidas de lisura e transparência. Tem sido assim ao longo da centenária história do Clube Naval, porque sempre são elas conduzidas por pessoas honradas, com credibilidade no seio da família naval e legitimadas pelos sócios. É só percorrer a longa lista de antigos presidentes, para confirmar.
Tenho repetido que as eleições constituem-se em momento especial da vida de nosso clube. Uma oportunidade de congraçamento entre pessoas que almejam a vitória, mas que respeitam seus adversários e a instituição  a que pertencem e que desejam dirigir.
Esse, o  perfil esperado dos candidatos e de seus companheiros de chapa.
Diferentemente do que estamos acostumados a assistir em pleitos oficiais no Brasil, em que prevalecem a baixaria e a mentira, nosso processo busca valorizar, nos concorrentes, a honradez e a fidalguia, notáveis características dos autênticos homens do mar.
Desvios de comportamento não podem atravessar nossas portarias. São incompatíveis com nossos ambientes. Com a nossa história.
Jamais vingarão.
Por último, um apelo: participem concretamente desse belo momento com seu voto. Ele legitima o eleito e conforta os demais candidatos.
Compareçam a um dos locais de votação, listados aqui.

Um afetuoso abraço em todos.

Paulo Frederico Soriano Dobbin
Vice-Almirante (Ref-FN)
Presidente