Concurso Marquês de Tamandaré 2018

DEPARTAMENTO CULTURAL
REGULAMENTO

1. DA FINALIDADE 
O concurso "Marquês de Tamandaré" tem por finalidades básica não só o culto ao Patrono da Marinha, Almirante Joaquim Marques Lisboa, mas também a outros vultos navais, com o propósito de manter vivas as tradições e a lembrança de personalidades ilustres e de fatos da nossa história naval. 

2. DO PRÊMIO
Como prêmio do ano de 2018, será consignada ao autor do trabalho vencedor a quantia de R$ 3.000,00 (três mil reais)

3. DO TEMA
3.1 - A Diretoria do Clube escolherá anualmente, até 30 de setembro, o tema do Concurso a ser realizado no ano seguinte, cuja premiação ocorrerá na Sessão Magna de 11 de junho.
3.2 - O tema escolhido para o ano de 2018 é: “A EBULIÇÃO POLÍTICA, ECONÔMICA E SOCIAL NO BRASIL ATUAL E SUA INFLUÊNCIA NAS ASPIRAÇÕES E VULNERABILIDADES NACIONAIS”
Com os seguintes pontos a abordar:
I - A identificação das aspirações e vulnerabilidades nacionais;
II - Meios para alcançar as aspirações nacionais; 
III - Formas de reduzir ou eliminar as vulnerabilidades nacionais;
IV - A atual ebulição política, econômica e social no Brasil;
V - As indesejáveis divisões internas (esquerda e direita, elite e povo, ricos e pobres, coxinhas e petralhas);
VI - Influências, dificuldades e efeitos adversos; e
VII - Conclusões.

4. DA DIVULGAÇÃO
O tema do Concurso deverá ser amplamente difundido, juntamente com este Regulamento, para toda a Marinha do Brasil (MB), pela Assessoria de Comunicação Social do Clube Naval, utilizando seus canais próprios, os disponibilizados pela MB e os Correios. 

5. DOS PARTICIPANTES
O Concurso é franqueado aos (às) sócios (as) não-departamentais do Clube Naval, excetuados os (as) que estiverem integrando sua Diretoria ou exercendo cargos nas estruturas de quaisquer dos seus Departamentos / Setores no ano da realização do Concurso.

6. DA COMISSÃO JULGADORA
6.1 - A Comissão Julgadora será constituída por 3 (três) sócios-efetivos, convidados pela Diretoria do Clube Naval e nomeados por Portaria de seu Presidente, considerando suas aptidões em relação ao tema do Concurso.
6.2 - O Presidente da Comissão Julgadora deverá ser, nescessariamente, Sócio Efetivo do Clube Naval.

7. DA ENTREGA DOS TRABALHOS
7.1 - Não se poderá utilizar a Internet ou fax para o envio de trabalhos. Estes deverão ser entregues em mãos, em envelope lacrado, no Departamento Cultural do Clube Naval, ou ser enviados pelos Correios para o endereço do mesmo: 

AO CLUBE NAVAL – DEPARTAMENTO CULTURAL
CONCURSO MARQUÊS DE TAMANDARÉ 2018
Av. Rio Branco, 180 – Rio de Janeiro – Centro – RJ – CEP: 20040-003

Contatos:
Assessor Cultural - CMG Chagas – 2112-2437 - 
assessorcultural@clubenaval.org.br  ou
Secretária do Depto. Cultural  – 2112-2435 / 
cultural@clubenaval.org.br

7.2 - Caso o participante opte pelo envio de seus trabalhos pelos Correios, deverá assegurar-se de que, no envelope maior, postado na ECT, constem, no remetente, apenas seus pseudônimo e endereço, de forma a evitar sua identificação prematura.

8. DAS NORMAS DE EDIÇÃO E DO CONTEÚDO DO ENVELOPE LACRADO
8.1 - Cópias digitadas, extensão, anexos, tabelas, gráficos e ilustrações:
Os trabalhos devem ser entregues em três cópias, digitadas no aplicativo Word, em papel A4, fonte Arial corpo 12, espaço entre linhas 1,5, quatro margens (superior, inferior, direita e esquerda) de 2,5 cm, cabeçalho e rodapé de 1,5 cm, layout superior, alinhamento justificado sem recuo de primeira linha.
Devem ter um máximo de 100 (cem) páginas de texto, excluídos gráficos, fotografias e demais auxílios ilustrativos. Devem ainda ser inéditos e não conter rasuras ou quaisquer emendas que indiquem substituição de palavras.
8.2 - Outras normas de edição
Recomenda-se ao autor empregar, no que for cabível, as seguintes normas padronizadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para a produção de trabalhos acadêmicos. 
 

  • CAPA: é a proteção externa do trabalho, não padronizada pelo Clube Naval, ficando sua elaboração restrita à criatividade do autor.
  • FOLHA DE ROSTO: é a folha que apresenta os elementos essenciais à identificação do trabalho – nome do Concurso, ano, título, pseudônimo do autor.
  • SUMÁRIO: relação das principais divisões do trabalho na ordem em que aparecem no texto.
  • LISTA DE ILUSTRAÇÕES: localiza-se após o sumário, em página própria. Relaciona figuras, tabelas, quadros e gráficos, na ordem em que aparecem no texto, indicando o número, o título e a página onde se encontram. Se houver poucas ilustrações de cada tipo, todas podem ser colocadas em uma página só.
  • LISTA DE SIGLAS, ABREVIATURAS E SÍMBOLOS: devem ser ordenadas alfabeticamente, seguidas de seus significados
  • RESUMO: é a apresentação resumida, clara e concisa do texto, destacando-se os aspectos de maior interesse e importância. Deve ser redigida de forma impessoal, não excedendo 500 palavras. O resumo deve ressaltar o objetivo, o método, os resultados e as conclusões do trabalho.

O trabalho geralmente é dividido em introdução, texto e pós-texto.

  • INTRODUÇÃO: onde é definido o propósito do trabalho e como pretende-se desenvolvê-lo.
  • TEXTO
    - CORPO DO TRABALHO: é o texto propriamente dito, onde o assunto é apresentado e desenvolvido.
    - CONCLUSÃO: fecha com a introdução e diz o que foi pretendido, o que foi alcançado e em que grau.
  • PÓS-TEXTO
    - BIBLIOGRAFIA OU REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA: consultada, citada ou recomendada.
    - ANEXOS: todo o material que poderia estar no texto, mas por algum motivo é deslocado para aqui. A indicação dos anexos é feita com letras maiúsculas. Ex.: Anexo A, Anexo B.
    - APÊNDICES: o que não é fundamental ao texto, mas que pode servir de apoio ao mesmo.
  • GLOSSÁRIO (facultativo): lista em ordem alfabética de palavras especiais, pouco conhecidas, obscuras ou de uso restrito.
  • ÍNDICE (facultativo): colocado no final do trabalho, é remissivo ao texto, podendo ser por autor, assunto, palavras-chave etc.
  • NOTAS DE RODAPÉ OU DE FIM: destinam-se a prestar esclarecimentos, comprovar uma afirmação ou justificar uma informação que não deva ser incluída no texto. As notas devem limitar-se ao mínimo necessário. O aplicativo Word dispõe de ferramenta específica para esse fim. 

8.3 - Numeração das páginas, anexos, tabelas, gráficos e ilustrações.

  • As páginas anteriores ao texto, exceto a capa (Folha de Rosto, Sumário, Listas, Resumo) devem ser numeradas em romanos minúsculos (i, ii, iii...), no centro do rodapé, em fonte Arial 10, negrito.  
  • As páginas de texto, a partir da Introdução, devem ser numeradas em algarismos simples, também em fonte Arial 10, negrito, no centro do rodapé.
  • As páginas dos Anexos serão numeradas com as letras indicativas dos mesmos, seguidas de algarismos (A-1, A-2, A-3...), também em fonte Arial 10, negrito, no centro do rodapé.
  • As tabelas, os gráficos e as ilustrações serão numerados por meio da ferramenta existente no aplicativo Word para esse fim, na seguinte forma: “Tabela 1 – (nome)” ; “Gráfico 1 – (nome)” – “Fig. 1 – (nome)”.

8.4 - Pseudônimo e ausência de marcas:
O pseudônimo adotado pelo autor deverá ser inserido no canto direito do rodapé, de forma a aparecer em todas as páginas; nenhuma outra marca de identificação deverá ser inserida, sob pena de eliminação do trabalho.
8.5 - Envelope com dados do autor
O envelope lacrado deve conter outro, menor, também lacrado, contendo:

  • No sobrescrito:
    - A expressão “CLUBE NAVAL -  CONCURSO MARQUÊS DE TAMANDARÉ 2018”;
    - O pseudônimo do autor; e
    - O título do trabalho: A EBULIÇÃO POLÍTICA, ECONÔMICA E SOCIAL NO BRASIL ATUAL E SUA INFLUÊNCIA NAS ASPIRAÇÕES E VULNERABILIDADES NACIONAIS. 
  • No interior:
    Dados de identificação do autor, também digitados em uma folha de papel A4 com as mesmas regras citadas acima: nome completo, identidade (RG, órgão emissor, UF e data), CPF, endereço completo (logradouro, nº, complemento, bairro, cidade, UF, país de origem), telefones com DDD, e-mail.

9. DA ENTREGA DOS TRABALHOS À COMISSÃO JULGADORA 
9.1 - Caberá à Secretária do Depto. Cultural do Clube Naval:

  • Abrir o envelope lacrado, ao recebê-lo do autor;
  • Retirar dele o envelope menor com os dados do autor e guardá-lo em cofre, refazendo o lacre do envelope maior;
  • Registrar em planilha própria o recebimento dos trabalhos, com os seguintes campos – nº sequencial de recebimento, data, pseudônimo e rubrica; e
  • Preencher e entregar um protocolo de recebimento ao autor, conforme modelo abaixo:


9.2 - Não serão enviados Protocolos de entrega aos trabalhos recebidos pelos Correios.
9.3 - Na data prevista no Calendário ao final deste Regulamento, o Depto Cultural entregará em mãos, por protocolo, à Comissão Julgadora, os envelopes contendo os trabalhos.

10. JULGAMENTO
10.1 - O julgamento será pronunciado por maioria de votos.
A Comissão Julgadora, em carta ao Presidente do Clube Naval, emitirá o seu juízo nos termos seguintes: 
“A Comissão Julgadora opina (unanimemente ou por maioria de seus membros) que o trabalho sob pseudônimo tal foi o que tratou da questão de modo mais aceitável”.
10.2 - A Comissão terá a faculdade de não julgar dignos de prêmio todos os trabalhos apresentados, e o fará declarando que, a seu juízo (unânime ou por maioria de seus membros), o prêmio deverá ficar reservado para novo Concurso no ano seguinte.

11. DA ABERTURA DO ENVELOPE DO TRABALHO VENCEDOR
11.1 - A Diretoria do Clube, em Sessão Extraordinária, depois de tomar conhecimento do parecer da Comissão Julgadora, procederá à abertura do envelope que tiver na parte externa o pseudônimo constante do parecer, a fim de conhecer o nome do autor escolhido, ao qual será adjudicado o prêmio.
11.2 - Caso venha a ocorrer a hipótese prevista no subitem 10.2, de não haver trabalhos dignos do prêmio, todos os envelopes serão abertos para identificação dos autores.

12. DAS PRESCRIÇÕES DIVERSAS
O trabalho vencedor será publicado em separata e um resumo feito pelo autor será publicado na Revista do Clube Naval. Os trabalhos não premiados não serão divulgados. Os trabalhos concorrentes, premiados ou não, não serão devolvidos.

13. DO CALENDÁRIO

  • 02/10/2017 – Início da divulgação do Concurso.
  • Até 31/10/2017 – Designação da Comissão Julgadora
  • Até 31/11/2017 – Aprovação da Comissão Julgadora na Reunião da Diretoria.
  • Até 30/03/2018 – Entrega dos trabalhos no Dep. Cultural, das 14 às 18h30min.
  • Até 06/04/2018 – Entrega dos trabalhos à Comissão Julgadora
  • Até 11/05/2018 – Entrega do Parecer da Comissão Julgadora no Depto. Cultural
  • Até 25/05/2018 – Identificação do vencedor em Sessão Extraordinária da Diretoria (SED).
  • Dia 11/06/2018 – Entrega do Prêmio na Sessão Magna.

 

OSMAR BOAVISTA DA CUNHA JÚNIOR
Capitão de Fragata  (Ref – IM)
Diretor do Departamento Cultural